• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Notícias
  • MPT participa de campanha contra exploração sexual comercial
  • estagio
  • PROTOCOLO ADMINISTRATIVO
  • AREAFIM
  • Banner Denúncia
  • MPT-MA convoca aprovados no Seletivo de Estágio
  • Clique na imagem para fazer o cadastro. É rápido e fácil.
  • Petições jurídicas devem ser feitas no sistema próprio. Acesse aqui.
  • Saiba como fazer sua denúncia ao MPT-MA

MPT participa de campanha contra exploração sexual comercial

Neste 12 de junho, Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, o Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA) participou do lançamento da campanha estadual de combate à exploração sexual de crianças e de adolescentes. A iniciativa do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil no Maranhão (Fepetima) integrou a programação do II Workshop de Trabalho Infantil, realizado na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em São Luís.

O procurador do Trabalho Luciano Aragão aproveitou o evento para divulgar a campanha do MPT nas redes sociais #ChegaDeTrabalhoInfantil, que busca alertar a sociedade sobre os males do trabalho precoce. A campanha já ganhou adesão de diversos atletas e artistas brasileiros. Um dos apoiadores, o cantor sertanejo Daniel, teve o vídeo exibido aos participantes do Workshop. No final, foram distribuídas camisas às autoridades presentes na mesa de abertura do evento.

Atualmente, segundo dados do IBGE, o Maranhão ocupa o 11º lugar no ranking de exploração do trabalho infanto-juvenil, o que, segundo o procurador Luciano Aragão, reflete um avanço, tendo em vista que o Estado já ocupou o 3º lugar do país. “A exploração do trabalho infantil é uma violação de direitos humanos e retira a infância de nossas crianças”, lembrou ele.

A exploração sexual comercial, foco da campanha do Fepetima, é considerada uma das piores formas de trabalho infantil, ao lado de outras atividades como tráfico de drogas e trabalho em lixões. A campanha envolve diversas entidades como a Justiça do Trabalho, Superintendência Regional do Trabalho (SRT-MA), MPT-MA, Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (estadual e municipal), Prefeitura de São Luís e Governo do Estado do Maranhão.

Workshop

O II Workshop teve na programação duas palestras: uma com a juíza do Trabalho de Barreirinhas, Maria do Socorro de Sousa, e outra com a professora do Departamento de Serviço Social da UFMA, Carla Cecília Serrão Silva. No final, a Polícia Rodoviária Federal apresentou o aplicativo “Mapear”, que faz o levantamento dos locais que exploram sexualmente crianças e adolescentes de todo o país.

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • audin MPU
  • Portal de Direitos Coletivos