• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • 1º Concurso de Prosa e Poesia do Fepetima
  • estagio
  • PROTOCOLO ADMINISTRATIVO
  • AREAFIM
  • Banner Denúncia
  • VEJA O EDITAL
  • MPT-MA convoca aprovados no Seletivo de Estágio
  • Clique na imagem para fazer o cadastro. É rápido e fácil.
  • Petições jurídicas devem ser feitas no sistema próprio. Acesse aqui.
  • Saiba como fazer sua denúncia ao MPT-MA

MPT e MPF discutem fusão de unidades no interior do Maranhão

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público Federal (MPF) avaliam possível fusão das estruturas dos dois órgãos no Maranhão para minimizar os impactos causados pelos cortes orçamentários. O tema foi discutido em reunião esta semana, em Imperatriz (MA), que contou com a participação de representantes das duas instituições.

 Pelo MPT, participaram do encontro o diretor-geral da Procuradoria Geral do Trabalho (PGT), Leomar Daroncho, o procurador-chefe do MPT-MA, Luciano Aragão Santos, o diretor regional Anderson Régis Cavalcante, além das procuradoras do Trabalho de Imperatriz, Fernanda Mauri Furlaneto e Renata Dantas Océa.

 Para Luciano Aragão, a fusão permitirá racionalizar e compartilhar recursos e estrutura, gerando economia e maior eficácia na prestação dos serviços. “Estou empenhado diretamente nesse projeto. Vamos esperar as propostas e depois submetê-las ao colegiado de procuradores”, ressalta ele.

 

O diretor Regional do MPT-MA, Anderson Régis, também falou da importância dessa parceria. “Saio da reunião bastante animado e convencido de que, quando atuamos em conjunto, somos mais fortes. Sem dúvidas, quem ganhará é a sociedade, que continuará contando com uma prestação de serviços de qualidade”, enfatizou.

 

O procurador-chefe do MPF-MA, José Leite Filho, solicitou um estudo para analisar a viabilidade do projeto. “Primeiro é preciso verificar se há compatibilidade entre as rotinas de trabalho. Feita esta análise, será possível dizer se a fusão poderá ser uma boa saída”, acrescentou o procurador da República em Imperatriz, Henrique Valadão.

 

Imóveis para locação foram visitados pelo grupo, em Imperatriz. “Nós solicitamos os projetos digitais de cada proprietário, para tentar fazer um layout para cada unidade e efetivamente avaliar se tem condições de comportá-las” explica o engenheiro civil do MPF Raimundo Fróz.

O encontro contou ainda com a presença do secretário estadual do MPF, Flávio Matos e do coordenador de Administração do MPF em Imperatriz, José de Jesus Viana Filho.

  
A fusão de sedes do MPT e MPF na cidade de Caxias também está sob análise.

 

imperatriz
imperatriz

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • audin MPU
  • Portal de Direitos Coletivos